EnglishFrenchGermanItalianPortuguesRussianSpanish
Home / Noticias / LINHA DE CRÉDITO DO BNDES CAI EM R$ 30,5 BI

LINHA DE CRÉDITO DO BNDES CAI EM R$ 30,5 BI

O governo reduziu em R$ 30,5 bilhões o limite de empréstimos que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Projetos (Finep) poderão fazer por meio do Programa de Sustentação dos Investimentos (PSI) até o fim do ano. O limite, que desde janeiro estava estabelecido em R$ 50 bilhões, cairá, portanto, a R$ 19,5 bilhões.

A medida, antecipada ontem pelo Broadcast, foi anunciada pelo Ministério da Fazenda e faz parte da política instituída desde o início do ano pelo ministro Joaquim Levy, que deseja diminuir a dependência que as empresas têm dos empréstimos subsidiados do BNDES. Entre todas as linhas de financiamento oferecidas pelo BNDES, é justamente o PSI, criado em 2009, que conta com as melhores condições, com as mais baixas taxas de juros.

Liberações. Segundo uma fonte do governo, o corte no PSI não deve atrapalhar as liberações desses empréstimos subsidiados pelo BNDES às empresas porque, neste ano, as contratações têm sido mais baixas. O BNDES opera as linhas do PSI desde o início deste ano com recursos próprios, constituídos principalmente com os valores já repassados nos últimos anos pelo Tesouro Nacional. De 2008 a 2014, o Tesouro Nacional colocou cerca de R$ 450 bilhões no BNDES.

Dos R$ 19,5 bilhões de limite estabelecido a partir de agora, apenas R$ 1 bilhão será operacionalizado pela Finep – todo o restante é via BNDES. Na parcela do banco, presidido por Luciano Coutinho, o governo ontem ainda alterou os limites de cada “sublinha” de financiamento oferecida no âmbito do PSI.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo

Sobre Sandro

Veja também

SINDAL CELEBRA SEUS 20 ANOS NO ENCONTRO DE 2019

OITAVO ENCONTRO ANUAL DOS EMPRESÁRIOS ASSOCIADOS SINDAL COMEMORA SUA OFICIALIZAÇÃO PELO GOVERNO FEDERAL PREMIAÇÕES 2018 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *