EnglishFrenchGermanItalianPortuguesRussianSpanish
Home / Foodservice / FOODSERVICE: PESQUISA APONTA OS NÚMEROS DE 2016

FOODSERVICE: PESQUISA APONTA OS NÚMEROS DE 2016

São Paulo, SP- ( DINO – 02 mar, 2017) – O mercado de Foodservice (Alimentação Fora do Lar) cresceu 3% em 2016, alcançando faturamento de R$ 184 bilhões.

Apesar do crescimento, houve queda na quantidade de transações do setor (-4%), dessa forma o crescimento foi sustentado pelo aumento no ticket médio, que foi de 8% no mesmo período.

Os dados acima foram apurados pela GS&MD Gouvêa de Souza através da pesquisa CREST, maior e mais completa pesquisa do segmento de Foodservice no Brasil e no Mundo, implementada em 14 países. A pesquisa realiza 72 mil entrevistas por ano em todo o Brasil, permitindo assim uma visão detalhada do setor.

Mesmo com a queda no número de transações, a quantidade de pessoas que frequentam os restaurantes não sofreu alterações, mas o que caiu foi a quantidade de vezes ou refeições que essas pessoas consomem durante o dia. Quem consumia almoço e lanche da tarde fora do lar, passou a consumir apenas o almoço por exemplo.

Outra mudança importante foi a forte queda das refeições de entretenimento, ou melhor, refeições com 3 pessoas ou mais no grupo caíram 20% em 2016 em relação ao ano anterior (2015), já as refeições de grupos com crianças reduziram 16% no mesmo período, mostrando uma clara racionalização do consumo por parte dos brasileiros.

“Mesmo com o impacto do cenário econômico desafiador, as redes que ganharam participação de mercado foram aquelas que conseguiram adequar sua oferta para atingir mais momentos de consumo dos clientes, atraindo não só mais clientes novos, mas também o mesmo cliente mais vezes durante o dia”, analisa Eduardo Yamashita, diretor de Inteligência de Mercado da GS&MD  Gouvêa de Souza.

 

Sobre Sindal

Entidade sindical patronal da indústria do Estado de São Paulo, oficializada pelo MTE em 25 de janeiro de 1999, o SINDAL congrega, defende e representa os interesses das empresas que se dedicam à atividade econômica de projetar, fabricar, montar, suprir e dar manutenção em equipamentos e produtos para cozinhas profissionais e para a infraestrutura física de produção de alimentos servidos pelo setor do foodservice em geral.

Veja também

O FUTURO DOS RESTAURANTES: NOVOS PROTÓTIPOS DE FAST-FOOD

O FUTURO DOS RESTAURANTES ESTÁ AQUI EM NOVOS PROTÓTIPOS DE FAST-FOOD Mais de duas dezenas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *